quarta-feira, 3 de setembro de 2008

_para onde foram todos?

A cada segundo, um sonho seca por volta de duas quadras de distância do meu travesseiro.
A cada duas quadras de distância, amores que se perdem, o ódio que renasce, a paz que se veste de preto.
Por mais que corras, ela te alcança. Por mais que permaneças, ela foge. E vai embora. E volta maior. E retorna mais voraz. Te assombrando feito criança sem berço, feito velho abandonado, cachorro sem dono.

Frustração - Mágoa - Tristeza - Ignorância - Dor.

Chame-a como quiser, porque independente de como a denomine, eu sei que ela está ao teu lado.

2 comentários:

]Lírica[ disse...

e única coisa que sei é que EU TEAMO.....


BJOS AMOR (L)

Ana Laura Albornoz disse...

lindo!

põe o meu na tua lista para companhar as atualizações!!

te amo

bjocas