sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

_história sem fim.

Era pôr-do-sol quando ela chegou. Sentou na minha mesa acompanhada de um amigo e me disse "oi" com sotaque lá de cima. Parecia divertida, meio perdida, pronta a ser encontrada. E foi. Nós descobrimos dentro daquela mulher, uma menina inocente, rara, imensa, pura.

O tempo correu, e nós passamos a fugir contra ele. Fizemos de tudo, experimentamos de tudo, rimos de tudo, choramos de tudo, nos escondemos de todos e nos mostramos ao mundo.

Ela, que surgiu do nada e fincou seus pés e garras na minha pele, deixou história por aqui. Uma história que não se apaga, se vive, mesmo que seja em memória, com lágrimas e sorrisos nos lábios, de quem um dia amou pra sempre.

E, assim, vai amar. vou amar.

2 comentários:

]Lírica[ disse...

eu sei que vou te amar.... por toda a minha vida eu vou te amar...

sem explicações, estou com os olhos que nem uma cascata...
TEAMO! LOVE UUUUU

BXXXX

Gustavo Porto Klein disse...

to quase comprnado uma passagem p ir na lima e silva conhecer esses meus amgios escritores q tanto me tocam!!